Comunidade Católica de língua portuguesa_Mainz

Portugiesisch sprechende Katholische Gemeinde_Mainz


Deixe um comentário

Na mesma página…

Eu sei que os livros são, cada vez mais, objetos arcaicos, sobretudo para os mais novos… há uns tempos, ouvi um comediante alemão a propôr que se explicasse às crianças que o papel vem das árvores e que, desta forma, um livro se pode considerar cool, porque é um conjunto de árvores tatuadas…
Mas vamos ao que interessa. A expressão que titula este texto – na mesma página – remete para comunhão de ideias, estratégias, interesses. Se dizemos, ou ouvimos alguém dizer, que não está na mesma página que esta ou aquela pessoa, compreendemos que as suas vidas não se cruzam, porque já não têm, ou nunca tiveram, nada a ver uma com a outra. Estar na mesma página significa, assim, relação, convergência, adesão.
Eu resumiria assim a temática da liturgia deste domingo: estar na mesma página de Deus, ou, se preferirem, “Sede Santos, porque Eu, o vosso Deus, sou Santo.”
Simples, não é? Pelo menos de entender… Desafiador? Sem dúvida! É por isso que continuo convencido que ser Cristão não é para todos… é só para quem quer! É que, só querendo, é que se pode dar o passo de aderir. Caso contrário, corremos o risco de nos tornarmos cristãos de ocasião… só aquela que nos convém… naturalmente…

P.e Rui Barnabé


Deixe um comentário

Escuteiros

 

As reuniões do Agrupamento acontecem no 1.º e 3.º sábados do mês, a partir das 15.00h, no Centro Paroquial. Estão a funcionar, a primeira e segunda secções (a partir dos 6 e dos 9 anos). Se tem crianças nestas idades ou se põe a hipótese de se juntar à Equipa de Dirigentes, venha visitar-nos! Próxima data: 07 .03 Mais informações na Secretaria.


Deixe um comentário

Quaresma…

Quaresma…

É o tempo de preparação «pelo qual se sobe ao monte santo da Páscoa», como o descreve o Cerimonial dos Bispos. Começa em Quarta-Feira de Cinzas e termina pela tarde de Quinta-Feira Santa, antes da Missa Vespertina da Ceia do Senhor, com que se inaugura o Tríduo Pascal. As seis semanas da Quaresma dividem-se em três etapas, marcadas pelos Evangelhos correspondentes: os dois primeiros domingos, com as tentações e a transfiguração do Senhor; os três seguintes, com as catequeses baptismais da samaritana (água), do cego (luz) e Lázaro (vida); e, finalmente, o domingo sexto, chamado de Ramos ou da Paixão, que inaugura a Semana Santa. Também as primeiras leituras dos domingos têm uma organização interior que dá um sentido especial à Quaresma, sobretudo. São seis momentos significativos da História da Salvação: a criação do mundo, Abraão, o Êxodo e Moisés, o rei David, os profetas e o Servo de Javé. Tudo isso ajuda a entender a Quaresma como um caminho de crescente preparação para a celebração da Páscoa.
As características ambientais e celebrativas da Quaresma, já desde há séculos, são a ausência do Aleluia nos cânticos, a austeridade na ornamentação do espaço celebrativo , a cor roxa dos paramentos do sacerdote; os escrutínios (o Ritual da Iniciação Cristã dos Adultos coloca o rito de «eleição» para a última etapa catecumenal, no primeiro domingo da Quaresma e, a partir daí, várias reuniões de escrutínios); o exercício da via-sacra; a celebração do sacramento da Reconciliação.


Deixe um comentário

Agenda

23.02.20

Domingo 7 do Tempo Comum_Ano A

10.00h: Eucaristia (Antonius-Kapelle)

11.15h: Convívio animado pela Comissão de Festas (C. Paroquial)

24.02.20 S. Matias, Apóstolo (festa) (Jo 15, 9-17)

11.11h: FESTA DE CARNAVAL

25.02.20

Terça-feira da Semana 7 do Tempo Comum (Mc 9, 30-37)

26.02.20 Quarta-Feira de Cinzas

19.00h: Eucaristia com Imposição das Cinzas (Antonius-Kapelle)

27.02.20

Quinta-feira depois das Cinzas (Lc 9, 22-25)

28.02.20 Sexta-feira depois das Cinzas (Mt 9, 14-15)

17.00h: TugaKids: Treino (Centro Paroquial)

18.00h: Conselho Comunitário: Reunião (Centro Paroquial)

29.02.20 Sábado depois das Cinzas (Lc 5, 37-42)

15.45h: Coro: Ensaio (Centro Paroquial)

17.30h: Preparação para a Primeira Comunhão (Centro Paroquial)

01.03.20

Domingo 1 da Quaresma_Ano A

10.00h: Eucaristia (Antonius-Kapelle)

11.15h: Convívio animado pela Comissão de Festas (C. Paroquial)

15.00h: A Caminho da Páscoa!_Filme.

Próximos dias: Leituras

Quarta-Feira de Cinzas
Leitura I: Gen 2, 7-9; 3, 1-7 | Salmo: 50 (51)
Leitura II: Rom 5, 12-19 | Evangelho: Mt 4, 1-11
Domingo 1 da Quaresma
Leitura I: Gen 2, 7-9; 3, 1-7 | Salmo: 50 (51)
Leitura II: Rom 5, 12-19 | Evangelho: Mt 4, 1-11


Deixe um comentário

Adesão

Na últimas semanas, temos seguido, a partir do Evangelista do ano, S.Mateus, o episódio do Sermão da Montanha, onde de acordo com o texto, Cristo terá proferido as “Bem-Aventuranças”. O texto de hoje (Mt 5, 13-37) compara a Lei de Moisés e a proposta de Cristo. Ele próprio afirma que não veio para revogar a Antiga Lei (os Mandamentos), mas para lhe dar pleno cumprimento. Mas, em que é que consiste este “pleno cumprimento”?
Na verdade, trata-se de passar do estado de cumpridor de regras ao estado de convertido. O problema do judaísmo ao tempo de Jesus e das primeiras comunidades cristãs é que era dominado por um conjunto de grupos religiosos que tinham reduzido a religião ao cumprimento de prescrições (as centrais eram os Mandamentos) e, vivendo assim, ficavam absolutamente descansados. O que jesus Cristo propõe é uma atitude interior radicalmente nova que consiste numa adesão pessoal a Deus e às suas propostas.
Estou convencido que nos faz falta voltar a esta pureza de atitude em Igreja. Sou Cristão de aderi a Cristo e, se o fiz, vejo os outros como irmãos, com os quais partilho a minha vida, preocupações, alegrias e tristezas.
Além disso, com eles, sou capaz de acertar o Mundo com o Evangelho.
Tudo o resto é pouco demais…

P.e Rui Barnabé